Crescendo como Saumensch

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

sexta-feira, agosto 29, 2014 Julia Pinheiro 2 Comments


Decidi falar mais de filmes aqui no blog. Agora que tenho Netflix pretendo ver no mínimo um filme por semana e compartilhar aqui o que eu achei dele, curiosidades, trilha sonora e tudo mais, e para começar essa nova categoria, nada melhor do que falar do meu queridinho: O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, uma comédia romântica francesa de 2001.


O filme conta a história de Amélie, que foi educada em casa por sua mãe que era professora, por conta de seu pai, médico, achar que ela tinha um grave problema no coração. Todo esse isolamento reflete em sua vida como adulta. Morando sozinha, independente, garçonete no café Deux Moulins, Amélie é uma mulher bem introspectiva, que não costuma participar da própria vida, até o dia em que descobre uma caixinha escondida em seu apartamento com vários tesouros infantis de mais de 40 anos. 

O Café onde Amélie trabalha realmente existe na França, e fica na 15 Rue Lepic, 75018 Paris 
E ai que Amélie faz um trato consigo mesma: ela vai encontrar o dono da caixinha, e se ele se emocionar com o achado ela vai começar a interagir mais com as pessoas. 


Depois de entregar a caixinha anonimamente ao dono e ver sua emoção com o achado Amélie passa a enxergar o mundo de forma completamente diferente e passa a ajudar as pessoas sem que elas saibam, o que acaba mudando suas vidas pouco a pouco, só que essas ajudas não são tão simples, elas são cercadas de estratagemas e mistério de forma que você nunca sabe o que ela realmente pretende com aquilo e como o que ela está fazendo vai ajudar as pessoas.


Um exemplo dessas sutis e misteriosas ajudas é a que ela arruma para seu pai, que já  é um senhor de idade e nunca saiu de sua cidade e tem um cuidado todo especial por um anão de jardim, o qual é roubado por Amélie, e logo depois, misteriosamente, começam a chegar para seu pai fotos do gnomo em vários lugares do mundo, como Nova York e Moscou. Tem outros que vão surgindo ao longo do filme e que você quase enlouquece tentando desvendar os mistérios.


E no meio dessas ajudas anônimas Amélie encontra um homem numa estação de metro que deixa cair um álbum de fotos de pessoas anônimas, fotos que são jogadas no lixo pelas mesmas, e de alguma forma essa mania soa encantadora aos olhos de Amélie que acaba caindo no tão clichê amor a primeira vista, e é ajudando as outras pessoas que ela percebe que ela também precisa de ajuda, ela também tem que ter coragem para reencontrar esse homem.


Acho que nem se eu contasse o filme todo com todos os spoilers possíveis seria capaz de descrever o quão maravilhoso é o enredo da história e as sacadas do diretor, mas certas coisas podem ser mencionadas sem estragar com os mistérios, como por exemplo, o que minha amiga, que me apresentou ao filme, gosta de chamar de "prazer Amélie Poulain". No começo do filme quando os personagens ainda estão sendo apresentados é sempre contado o que eles gostam e o que eles não gostam, apenas manias que são desprezadas diariamente mas não deixam de ser verdade, como por exemplo: Fulana gosta de tirar longas tiras de tinta de parede, Fulana não gosta de que seus dedos enruguem no banho.


Tudo isso, mais a trilha sonora, mais o efeito nostálgico de filme antigo das cenas, mais o delicioso francês, mais as paisagens resultam em um filme muito cativante, com mensagens de reciprocidade, da importância que um simples ato pode causar na vida das pessoas e o quão importante é prestar atenção nas coisas simples da vida. Ver esse filme sempre me trás boas energias e uma vontade imensa de sair por ai fazendo coisas pelos outros e desvendando mistérios bobos da vida.


Se quiser baixar o filme em torrent, deixo esse link, e abaixo deixo também a trilha sonora que sempre me da vontade de sair rodopiando pelas margens do Rio Sena ♥ 


Se você gosta do tipo de filme que te faz rever conceitos, filosofar sobre a vida e ter crises existências, esse é um filme que você realmente vai gostar. 

- Você acredita em milagres?
- Hoje não.

Passagens favoritas:

"Estranho o destino dessa jovem mulher, privada dela mesma, porém, tão sensível ao charme das coisas simples da vida..."

"Pois estragar a própria vida é um direito inalienável"

"São tempos difíceis para os sonhadores..."

"- Ela prefere imaginar uma relação com alguém ausente do que criar laços com aqueles que estão presentes. 
- Hummm, pelo contrário. Talvez faça de tudo para arrumar a vida dos outros.
- E ela? E as suas desordens? Quem vai pôr em ordem?"

"A ansiedade sobre a passagem do tempo nos faz falar sobre o tempo."


Alguém ai já viu esse filme? Quais são seus "Prazeres Amélie Poulain"?

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá! Acho esse filme muito lindo, já vi ele vááárias vezes no Netflix!

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir

Flickr Images