Crescendo como Saumensch

Orlando: Epcot Center

segunda-feira, dezembro 29, 2014 Julia Pinheiro 6 Comments


Cheguei em Orlando em uma sexta a tarde, dai só deu tempo pra explorar os arredores do hotel ( vulgo Walmart  ) , arrumar um lugar pra comer e se entender com o GPS, mas logo no dia seguinte já chegamos no nosso primeiro parque: Epcot Center.



Nos posts sobre a viagem vou tentar compartilhar um pouco da minha experiência em cada parque de forma mais resumida, pontuando o que tinha em cada parte e as atrações que eu mais gostei, para assim sobrar mais tempo para eu encher o post de fotos ( eu acabei exagerando um pouquinho com a máquina nova eheheh ).



Esse parque não tem muitos brinquedos não, os que fui que indico são:  uma atração que tem dentro dessa bola bem da entrada, que é interessante e educativo; um simulador de voo de asa-delta, que é uma delícia; e uma simulação de voo em um foguete ( nessa atração em especial, que ocorre no lugar da foto acima, há duas opções, onde a única diferença é que a opção mais "intensa" promove uma queda de gravidade que é indescritível! ) esse pra mim foi a melhor atração desse parque.



Mas a atração principal do parque mesmo é a sua divisão em várias seções, cada uma reunindo a arquitetura e a culinária de cada país. Alguns contavam com construções imensas e outras eram tão pequenas que mal consegui registrar em fotos ( como a África, Alemanha e Canadá ), porém aonde quer que você fosse era impossível não se sentir em outro canto do mundo.


Pela ponta de onde nós começamos nosso tour a primeira seção era o México, a frente dessa pirâmide tinha uns restaurantes com comida típica, porém o que mais impressiona e encanta é o que tem dentro da pirâmide: depois de você passar por um breve museu falando sobre os maias você acaba dando numa sacada e tendo a visão da foto abaixo ( em plena luz do dia ).



Cada uma dessas barraquinhas vendia souvenirs mexicanos ( ou seja, eram importados, e por isso bem caros ) e as casinhas ao lado eram algumas lojas mais sofisticadas, restaurantes ou bares.


Bem no final, ainda dentro da pirâmide maia, tem uma atração na qual você entra dentro de um barquinho e passeia no meio de vários cenários típicos com uma música ou narração ao fundo. Inclusive todos os parques da Disney são cheios de atrações como essa, cheios mesmo, o que realmente não me enche os olhos, acho bonitinho, nada demais. Não menosprezo a experiência que tive, mas preferia ter visto os outros cantos do parque com mais calma.


Toda a arquitetura desse lugar só me deixou com mais vontade de visitar o México  




Essa parte é designada à Noruega, e atrás há a réplica do Museu Norueguês da História Cultural, por dentro ele é bem pequeno e destina a mostrar também um pouco da cultura Norueguesa fazendo um paralelo se utilizando das inspirações que levaram a criação de Frozen.


Mais casinhas fofas da Noruega, que também tinha lojas encantadoras cheias de gnomos ( amo demais ♥ ) porém, novamente, por ser importado, as coisas eram bem carinhas.





Depois veio a China, que foi onde almoçamos ( inclusive as comida dos parques, apesar de caras. rendem muito! duas porções da para alimentar três pessoas numa boa ), e onde me rendeu a maior quantidade de fotos, então não vou falar muita coisa. Apenas olhem e se encantem 



Acima temos a  réplica do famoso Templo de Beijin  e abaixo tem uma foto do seu interior todo detalhado. Seguindo por uma porta que tem no seu interior você chega à um museu que conta um pouco a história do Exército de Terracota e até uma réplica em tamanho reduzido, mas ainda assim, impressionante.






Tirei algumas fotos do interior das lojinhas de lá porque era tudo tão encantador, tão zen 








Esses caminhos  




Pode não lembrar muito, mas essa dai é a Itália. Acho que a parte que mais caracterizava mesmo o país estava mais para trás, onde tinha uma fonte em estilo greco-romano e um restaurante enorme ( chique e caríssimo ) de massas, porém quando tirei essas fotos ( meio na pressa ) não percebi o como elas ficaram ruins, até chegar em casa. Pois é, a gente supera. Mas acreditem: é a Italia.


Apesar de não ser uma réplica da Catedral de Notre Dame , ela me lembrou muito do filme O Corcunda de Notre Dame. Vai saber o porquê.


Estava em uma relação louca de muito amor por esses postes ehehe





Não tirei muita foto da parte destinada aos Estados Unidos porque era apenas essa construção imensa e algumas barracas que ficavam em volta. Ah! Dizem que dentro dessa casa tem uma atração muito chata, enfim, não quis pagar pra ver.




No Japão tinha um restaurante chiquérrimo que precisava até fazer reserva, e várias gueixas simpáticas atendendo em lojinhas e essas coisas. Também tinha uma loja enorme cheia de pelúcias e outros objetos de animes e animações japonesas, como Tonari No Totoro, fora várias porcelanas e docinhos típicos. Tudo muito lindo, e muito caro.


O maior charme dessa seção para mim foram essas barraquinhas que eram diferentes e vendiam todo o tipo de coisa, desde pelúcias de pokémons até bebidas comuns vendidas no Japão.


Esse foi um restaurante bem gracinha onde consegui sentar pra comer, que tinha a mesma faixa de preço do restaurante chines ( que é a faixa de preço mais barata que você vai encontrar em refeições em qualquer parque ), porém, apesar de o ambiente e o atendimento terem sido melhor, eu preferi ainda o da China.




Eu sou apaixonada por essa riqueza cultural que o oriente tem, mas não sabia que ia amar tanto o Marrocos quanto amei nessa breve visita. Era cheio de fontes, e em toda loja tocavam aquelas músicas típicas da arábia e tinha aquele cheiro delicioso de incenso. Não queria sair de lá nunca mais. Era uma atmosfera contagiante. 




E esses azulejos todos detalhados e coloridos? Agora também sou apaixonada pelo Marrocos 




Em Londres ficavam as melhores lojas na minha opinião, muita coisa fofa e diferente, e eram muitas lojas, o que fez dessa seção um pouco extensa.




Lá também pegamos o finalzinho do show de uma banda ( muito boa por sinal ) chamada The British Invasion que tocou sucessos do Queen e Beatles.




E para finalizar: Paris. Se vocês repararem no canto superior esquerdo da foto tem a ponta da Torre Eiffel. Ao longe até da pra ver ela inteira, mas rodei tudo e não consegui achar nenhum caminho que desse para chegar perto e vê-la por inteiro, então creio que talvez nem seja possível mesmo.


Não entrei muito nas lojas de lá porque já estava tudo muito cheio nessa seção, mas a maioria era bem luxuosa ( tinham muitas de perfumes ) , assim como os restaurantes ( como o da foto ), e tinham muitos jardins e as construções, que geralmente tinham janelas de vidro enormes. Devia ser ainda mais bonito de dia.



Bem em frente a seção dos Estados Unidos tinha um teatro a céu aberto enorme onde teve um show com a Whoopi Goldberg. Não, infelizmente ela não dança e canta loucamente como no filme Mudança de Hábito ( choremos ) , mas sim, narra a história de Jesus, dando espaço para um coral ir cantando conforme a história se passa. Mas foi bem bonito e valeu a pena esperar na fila, que por sinal, estava gigantesca!




Além disso tudo tem um espetáculo de fogos que acontece nesse lago que é IMPERDÍVEL, mas que eu infelizmente não consegui fotografar por conta da bateria da câmera, enfim, por enquanto é isso, apenas o começo de uma série de posts da viagem, espero que tenham gostado e que não tenha ficado cansativo esse monte de fotos eheh.

You Might Also Like

6 comentários

  1. Olá! Que fotos maravilhosas! Vou pra Disney ano que vem e estou super animada :)

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Aah que bom! espero então que as dicas que eu dê nos posts lhe sejam uteis ;D

      Excluir
  2. Meu Deeeeeus, que lugar é esse??? Já tinha ouvido falar do Epcot center, mas não fazia ideia que era tão enorme e que tinha o mundo dentro haha. Suas fotos ficaram suuper lindas, pode exagerar sempre <3. Eu ficaria meio doida nesse parque, querendo tirar fotos de tudo. O único problema é a quantidade de gente se intrometendo nas fotos haha.
    Essa simulação de voo de foguete deve ser um sonho *u*. O azulejo do Marrocos é liiindo mesmo! E como assim a Whoopi Goldberg deu um show? Chocada aqui. Como funciona? Ela se apresenta por lá sempre?
    Só uma (última) dúvida: qual é o significado do nome do blog?
    Beijos!
    fatflyingpig.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito, muito obrigada pelo comentário, fico feliz que esteja agradando <3

      A Whoopi não está sempre lá não ( e nem esse show ), ambos são exclusivos da época natalina, e tem outros ao longo do mês com outros artistas. Ela na verdade só narrou o show, mas mesmo assim foi bem legal.

      O nome do blog tem a ver com A Menina que roubava livros, há um capítulo com esse nome no qual mostra o crescimento e amadurecimento da personagem principal diante de livros. Gostei desse nome porque remete a livros mesmo que indiretamente >.>

      Excluir
  3. Melhor parque da Disney, na minha opinião. <3 Lembro que, quando fui da primeira vez, achei o pior de todos, porque fui com uma agência, não consegui conhecer os países, acabei indo só no México e nos brinquedos. Quando voltei lá, consegui ir em todos os países e, meu Deus, eu fiquei apaixonada. Os brinquedos são fraquinhos mesmo, mas acho que é o parque mais incrível no sentido de "cenário". Fiquei louca com tanta arquitetura linda, não queria ir embora. HAUHAUA Enlouqueci, principalmente, nas lojinhas do Japão e da Inglaterra - aquela só com coisas dos Beatles, vixe... -. De novo: post muuito legal, fotos lindas, parabéns!

    (www.letitbela.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo que você disse, e sim, também enlouqueci com todas aquelas coisas dos Beatles ahahahhah

      Obrigada Isabela :D

      Excluir

Flickr Images