Crescendo como Saumensch

Orlando: Bush Gardens parte 1

terça-feira, fevereiro 10, 2015 Julia Pinheiro 0 Comments


Tive necessidade de adiantar alguns posts porém os posts da viagem ainda não acabaram. Agora, para eles ficarem menores apenas vou dividi-los em dois seguindo alguma lógica, um exemplo disso vai ser esse parque: Bush Gardens, onde seus principais focos são, além de sua paisagem, as montanhas-russas super radicais e a enorme variedade de animais e a interação deles com os visitantes. Então o post de hoje será apenas com fotos do local e das montanhas-russas.


Já vou falando de ante-mão que tudo lá era tão lindo, tinha tantos bichos e as montanhas-russas eram tão legais que eu indico às pessoas que curtem esses dois tipos de programa ir em dois dias nesse parque, pois tudo nesse dia foi muito corrido, e apesar de eu ter conseguido ir nas principais montanhas-russas eu não pude repetir nenhuma por falta do tempo, o que fez falta. 


Um dos fatores que implicou muito na falta do tempo é que o parque é bem longe de onde ficam os outros principais parques de orlando, é mais de uma hora de viagem, então tivemos que pegar um ônibus ( que foi de graça mas tinha que ser agendado ) e que ele chegava uma hora depois do parque abrir e saia uma hora antes dele fechar, ou seja, foi perdido duas horas de diversão.  


A primeira montanha-russa que fomos foi a Cheetah Hunt, que vai de 0 a 100km/h, uma baita arrancada logo no começo. Minha mãe ( que é a mais medrosa ) ficou bem receosa quanto essa montanha-russa mas no final achou bem gostosa. Por mais medonha que pareça ser ela foi bem tranquila e teve uma hora que você realmente se sentia como um guepardo, pois seus trilhos passavam entre árvores e riachos...adorei essa.




Depois fomos nessa montanha-russa com o tema do Egito que é invertida, ou seja, os trilhos ficam em cima, e seus pés ficam pendurados, e sim, há um lupin, e é muito diferente! A parte mais incrível foi a vista, achei ela muito alta e logo na primeira volta, antes da queda, ela passa por cima de uma rua e é uma sensação incrível! 





Essa foi a única foto que eu tirei da Kumba, mas vamos combinar que ficou muito boa, não sabem quanto tempo fiquei parada ali para tirar essa foto! ( Ali: uma pontezinha onde essa montanha-russa passava por baixo e que era toda protegida ). A maior parte da montanha ficava longe então era só essa parte que dava pra tirar foto mesmo. Ela é bem longa e sua especialidade é lupins. São muitos e são seguidos o que me fez bater a cabeça algumas vezes na proteção mas valeu super a pena!


Essa foi minha montanha russa favorita! Ela possui duas quedas de 90 graus ( uma delas inclusive da direto em um buraco! ). A SheiKra também é bem diferente das outras pois uma fileira cabe mais de cinco pessoas! 


Outra coisa dela é que tem essa subida enorme e essa pequena curva ali em cima ( que por sinal tinha uma vista maravilhosa do por do sol ) e antes de cair o carrinho para, com você de cara pra queda, e você fica ali uns bons minutos esperando, e esperando, e esperando... É desesperador, mas novamente tudo que eu conseguia fazer era rir da minha irmã que gritava desesperadamente "Porque, meu deus? Porque? eu quero voltar! Eu quero voltar! Nós vamos morrer!..." entre outras coisas bem alegres do tipo.



Essa era a última montanha-russa do parque, então estávamos com pressa, por isso só percebi o quão ruim as fotos ficaram quando cheguei em casa, mas ai da pra ver mais ou menos como ela é não? Ela é toda de madeira e ela é enorme e chacoalha demais! Parece que tudo vai desabar e explodir! E eu amei! 

 Ps.: além dessas também fomos em uma chamada Scorpion que foi muito rápida e não achei grande coisa, ainda mais comparado a todas essas, então acabou que eu nem tirei foto.

Ps2.: Todas essas montanhas-russas tem armários para que você coloque seus pertences, pois todas são proibidos entrar com eles.


Eu fiquei apaixonada por esse brinquedo! Trata-se de um elevador de mais de 100 metros de altura. Ele sobe em uma velocidade normal, mas quando chega la em cima as cadeiras viram e deixam você, LITERALMENTE, de cara para o chão! Ou seja, o elevador desaba com você olhando para baixo, e pouco antes dele "atingir" o chão ele vira você para cima de novo. Quis muito repetir esse brinquedo, mas como eu disse, não tivemos tempo *snif*


A parte que mais agonia é que você não sabe quando ele vai virar você, não da pra ter noção, e não basta só não saber isso, porque depois que as cadeiras viram você ainda fica um tempo olhando pro chão esperando sem saber quando o elevador vai descer com toda aquela rapidez. E tudo que eu conseguia era rir da minha irmã que estava chorando enquanto ficava "Ai meu deus, é agora, é agora, é agora, vamos morrer, vamos morrer!!"




Como eu disse: de cara pro chão!


Ah! O Falcon's Fury era o único brinquedo que você conseguia ver e ESCUTAR ( sim, escutar o grito das pessoas ) de quase o parque todo!


Casal muito bonitinho que saiu super bem na minha foto <3


Essa área denominada Pantopia era super linda, colorida e diferente! E essa espécie de corredor que levava a essa área tinha essas duas portas ( na foto você percebe só uma do lado direito com um telhadinho ) que eram tão lindas e enfeitadas! Tirei algumas muitas fotos dessa parte que eu gostei tanto <3





Passando por aquele portal você chegava nesse mundo de cores. Nesse lugar tem muitas opções de comida em um preço mais acessível, inclusive tem uma espécie de "praça de alimentação" enorme chamado Pantopia Grill que é bem bonitinha e que possui bastante variedade de comida. Ah! E ai também onde se localiza o Folcon's Fury <3


Também tinha esse teatro gigantesco porém estava fechado quando fomos :(


E essas esculturas de sucata na frente do teatro, que amor?


Fiquei apaixonada por esse enfeite dessa árvore. E as mesinhas coloridas espalhadas ao redor dela fez um ambiente super gostoso de se sentar para comer.


Como era época de natal não podia faltar uma árvore gigantesca, não? Mas os enfeites mais bonitos eram os de doces, que eram uma graça.







Uma tentativa falha de registrar o por do sol que dava pra ver por entre essas folhas, mas eu gostei mesmo assim...




Esses trilhos são de uma outra atração do parque mas que é paga pois se trata de uma das opções de safari que o Bush Gardens oferece. O trenzinho percorre o parque todo e é uma graça, porém decidimos escolher uma outra opção de safari: O Serengeti Safari, e o que a gente viu por lá ( e outras coisinhas ) é o que vocês vão ver no próximo post sobre a viagem.


Alguém ai já tinha ouvido falar desse parque? Tem ideia do que vai ter no próximo post?

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images