Crescendo como Saumensch

Resenha | A Viagem do Tigre

sábado, janeiro 23, 2016 Julia Pinheiro 0 Comments


A Viagem do Tigre é o terceiro livro da Saga do Tigre escrita pela Colleen Houck e publicada em 2012 pela Editora Arqueiro. O livro é o mais grosso da saga, com 494 páginas, amareladas como os outros, e dividido em 27 capítulos e um epílogo. Como é uma continuação não recomendo a leitura da resenha caso não tenha lido os dois primeiros livros, resenhados aqui: A Maldição do Tigre e O Resgate do Tigre

Ren está de volta, e aos poucos Kelsey está tendo que se acostumar com a sua presença sabendo que ele não é o mesmo de antes, e que talvez nunca será. Em conjunto com sua relação com o Ren, que aos poucos vai evoluindo e aproximando-os cada vez mais, Kishan vai se tornando alguém muito mais importante na vida dela, a auxiliando a passar por essa fase. E agora com os dois tigres, Kelsey vai em busca do terceiro presente de Durga, agora relacionado à água. 
 
 Juntos rumam ao mar em busca dos dragões da profecia enquanto chegam mais perto do final de sua grande missão que vai definir o futuro dos irmãos e que de algum jeito o de Kelsey também, mas cabe à ela ainda tomar grandes decisões, tanto quanto aos meninos quanto sobre ela mesma.

Esse livro é o ápice do triângulo amoroso, em minha opinião, pois todos estão divididos, todos tem decisões muito grandes à fazer que vão afetar muito mais do que à eles mesmos, estão todos cheios de conflitos internos, onde suas vontades e seus corações colidem com suas necessidades e a vos da razão. À esse ponto, é um livro cheio de altos e baixos.

Tinha comentado também na resenha do livro anterior que estava feliz pelo avanço da Kelsey, tanto como guerreira quanto como pessoa, porém nesse livro ela simplesmente regrediu e isso me deixou bem irritada, mas em contra partida, vemos uma enorme evolução do Kishan, que ao perceber a necessidade da Kelsey de ter alguém à quem se apoiar, visto a situação recente do Ren, acaba se tornando mais maduro e sereno, transformando toda aquela postura de bad boy do primeiro livro em apenas um reflexo de pura leveza e brincadeira. Enquanto Ren desenvolve sérios problemas de personalidade ( um saco! ).

Devo confessar porém que é o livro que eu menos gostei. Enquanto o Resgate do Tigre li em um só fôlego essa leitura foi mais arrastada, tinham muitos momentos onde absolutamente nada acontecia, ou quando os pensamentos discutidos em questão eram os mesmos que já foram discutidos outras vezes, chegando às mesmas conclusões. Demorei muito para ler e ao longo da leitura hora ou outra ficava bem desanimada.

 
Porém teve seus pontos fortes, acho que por mais que a narrativa tenha sido arrastada ( na minha opinião ) quando as coisas finalmente aconteciam elas pegavam fogo. Era bastante ação. Ainda mais que amo dragões e achei muito legal a ideia, a personalidade e a disposição de cada um, fora o final que foi destruidor! Sério, sem comentários!


Trechos favoritos:


"Estar disposto e ser capaz são duas coisas diferentes."

"Geralmente as coisas não fazem muito sentido quando você as observa perto demais."

" Os sábios veem a vida como um caminho de pedras que cruza um grande rio. Todo mundo deixa passar uma pedra  de vez em quando. Ninguém é capaz de atravessar o rio se se molhar. O sucesso é medido pela chegada ao outro lado, não pela lama nos seus sapatos."

"Complicação é o que faz  a vida ser emocionante."

"Ele era como o mar, tão vasto, tão cheio de vida...Tão essencial no meu mundo."

"O amor não é uma consequência. O amor não é uma escolha. O amor é uma sede...uma necessidade tão vital à alma quanto a água é para o corpo."

"Eu morro um pouquinho toda vez que nos separamos."

"Eu tinha que amar você o suficiente para deixa-la partir."

"Eu te amo tanto que tenho medo que você me destrua."


Algum fã ai dos Tigres? A pergunta que não quer calar: é team Ren ou team Kishan? ;P

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images